Professores da Rede Estadual recebem capacitação sobre Justiça Restaurativa

da simples bet: Com o objetivo de ajudar a comunidade escolar quanto as falsas notícias que tem circulado nas redes nestes últimos dias, a UsiPaz Cabanagem recebeu professores da Escola Estadual Santana Marques na manhã desta quinta-feira (13), para a oficina “Círculo Restaurativo”, projeto realizado todas as quintas-feiras na Usina da Paz Cabanagem por meio de convênio com o Tribunal de Justiça do Estado. 

da aposte e ganhe: As oficinas buscam sensibilizar a comunidade, trabalhando situações de conflito, como as dificuldades no relacionamento familiar entre pais e filhos ou briga entre vizinhos. O objetivo é rever as condutas, e estabelecer o diálogo, garantindo um bom relacionamento.

Segundo o diretor da Escola Estadual Santana Marques, Daniel Soares, os professores ficaram muito abalados com todo o proceso de disseminação dos boatos e a forma como os pais dos alunos reagiram. “Infelizmente nas redes sociais aqui da comunidade, foi dissipada uma informação falsa que levou muitos pais a tentar impedir um pouco do desenvolvimento do nosso trabalho na escola.  Isso ocorreu de uma forma muito forte. Então muitos professores, e outros atores do dia a dia da comunidade escolar, se sentiram muito pressionados, o que abalou o emocional deles”, afirmou Daniel Soares.

“Foi muito importante esse apoio da UsiPaz, que nos trouxeram pra esse projeto de justiça restauradora, onde os professores puderam colocar pra fora seus pensamentos, seus ideais, seu futuro. Isso foi muito gratificante, vai fazer com que a gente se fortaleça, pra que a gente possa tomar medidas mais positivas para o desenvolvimento das nossas atividades.
Nós temos um projeto de trazer os pais dos alunos pra dentro da escola, fazer um momento como esse que foi feito com os professores e a comunidade escolar, pra que a gente possa ter esse sentido de tentar entender a busca desse “eu” desse aluno que às vezes pratica a violência. A nossa parte é fazer a prevenção através de um momento de escuta, em que o aluno passa a ser o protagonista da história, e aí a gente vai construindo com ele um momento de harmonia”, completou o diretor.

A coordenadora da Usina da Paz Cabanagem, Ivanilda Vieira, explica que o projeto já existe e que agora foi direcionado para a comunidade escolar. “Como nós temos esse trabalho com o Tribunal de Justiça, decidimos direcionar para que os professores pudessem experimentar um local diferente do ambiente escolar, que pudessem falar sobre o que eles estão passando, pra que a gente melhore esse ambiente. Pra nós que estamos na coordenação aqui, é muito significativo, por que é a contribuição desse projeto tão maravilhoso que é o TerPaz para a comunidade escolar, em especial do nosso território que é da Cabanagem”, avalia. 

Para o Secretário de Cidadania (Seac), Igor Normando, “esta é mais uma forma que  nossa secretaria está dando nesse momento. É também a nossa resposta para esse problema que está abalando as escolas, os pais e a comunidade de modo geral”, concluiu o Secretário. 

Texto com colaboração de Matheus Souza